Tipos de Rede
  Topologia de Rede

  Topologia sempre se refere ao nível físico e ao meio de conexão entre os dispositivos.
 A topologia de uma rede é dependente de um projeto de suas funções, da confiabilidade e do seu custo de manutenção. Ao se planejar uma rede, muitos fatores devem ser considerados, um dos mais importantes é tipo de participação dos nodos. Um nodo pode ser fornecedor ou usuário de recursos, ou uma mescla de ambos os tipos.
 Existem dois tipos básicos de ligação entre redes: Ponto-a-ponto e Multiponto. E da combinação entre as duas surge as Estruturas Mistas
 

Ligação Ponto-a-Ponto

 Este é o tipo mais simples de ligação entre redes. Neste tipo, o computador central é conectado a um equipamento de comunicação de entrada e saída por uma única linha.
 Sempre que algum deles tiver algo a transmitir a linha estará livre, já que não há ligação com outro ECD.
 

  Ligação ponto-a-ponto.
 

Ligação Multiponto

 Neste tipo de ligação sempre haverá uma estação chefe que controlará o tráfego da rede e as demais estações subordinadas.
 Este tipo de rede permite que as estações subordinadas se comuniquem entre si diretamente ou através da estação chefe (servidora).
 

 
 Ligação Multiponto.
 

Estruturas Mistas

 As estruturas mistas são tipos especiais de redes que enquadram características de dois tipos básicos (ponto-a-ponto e multiponto). Sua principal característica é prover maior complexidade e recursos
 Os tipos principais de estruturas mistas são: Anel, Estrela, Barramento, Hierárquica e Distribuídas.

Topologia em Anel

 A topologia em anel é caracterizada como um caminho unidirecional de transmissão, formando um círculo lógico. Muitas das estações remotas conectadas ao anel não se comunicam diretamente com o computador central.
 O sinal originado por um nó passa em torno do anel, sendo que em cada nó o sinal é regenerado e retransmitido. Como acontece em qualquer topologia, cada estação, ou nó, atende por um endereço que, ao ser reconhecido por uma estação, aceita a mensagem e a trata.
 Os maiores problemas desta topologia são relativos a sua pouca tolerância a falhas. Qualquer que seja o controle de acesso empregado, ele pode ser perdido por problemas de falha e pode ser difícil determinar com certeza se este controle foi perdido ou decidir qual nó deve recriá-lo.
 

Topologia em Anel.
 

Topologia Tipo Estrela

 Neste tipo de topologia, todos os usuários se comunicam com um nodo central que supervisiona e tem o controle sobre todos os outros, ele é chamado de host. Através do host, usuários podem se comunicar entre si.
 O arranjo em estrela é a melhor escolha se o padrão de comunicação da rede for de um conjunto de estações secundárias que tem a função somente de se comunicar com o host. As situações onde isto mais acontece são aquelas em que o nodo central está restrito às funções de gerenciamento de comunicações e a operações de diagnósticos.
 O desempenho obtido numa rede em estrela depende muito da quantidade de tempo requerido pelo nodo central para processar e encaminhar informações, e da carga de tráfego na rede, ou seja, é limitado pela capacidade de processamento do nodo central.
 

. Topologia em Estrela.

Topologia em Barramento

Neste tipo de topologia todos os nodos (estações) se ligam ao mesmo meio de transmissão. A barra é geralmente compartilhada em tempo e freqüência, permitindo transmissão de informação. O tráfego das informações é bidirecional e cada nó conectado à barra pode interceptar todas as informações transmitidas. Esta característica facilita as aplicações com mensagens do tipo difusão (para múltiplas estações).
  Nas topologias tipo barramento, as falhas não causam a parada total na transmissão de dados. Relógios de prevenção em cada transmissor devem detectar e desconectar o nodo que falha no momento da transmissão.
 

 Topologia em Barramento.
 

Topologia Hierárquica

 Este tipo de topologia também é conhecido como topologia em árvore. Ela se caracteriza por uma série de barras interconectadas com uma barra central.
 Cada ramificação significa que a informação deverá se conduzir por dois caminhos diferentes.
  Esta topologia é muito usada para supervisionar aplicações de tempo real, como algumas de automação industrial e automação bancária.

Topologia Hierárquica.
 

Topologia Distribuída

 Nesta topologia temos vários pontos de concentração, cada um com seu próprio conjunto de terminais. As ligações só são estabelecidas entre estes pontos de concentração, o que diminui consideravelmente o custo das linhas. Só estas linhas precisarão ter uma capacidade muito maior de transmissão para poder atender às requisições de comunicação exigidas pelos seus terminais.
 Em caso de falha de linhas entre pontos centralizadores, as transmissões não serão interrompidas, é comum a conexão destes centros a mais de um outro centro. Nesta rede, denominada completamente conectada, é muito baixa a probabilidade de estrangulamento nos horários de pico de tráfego e sua confiabilidade é muito maior. O problema é o altíssimo custo das linhas.

 Topologia Distribuída.

Clique aqui para voltar a página inicial